Logo Assobrav

VW lança Amarok na Argentina e leva 35 ao Dakar

Data 29/12/2009


Depois de algumas contramarchas a Volkswagen apresentou dia 21 de dezembro a picape mundial Amarok que começou a produzir em General Pacheco, próximo a Buenos Aires, na Argentina.

Com o lançamento a Volkswagen passa a atuar no segmento das picapes médias, um mercado que estima em dois milhões de veículos por ano em todo o mundo. O veículo está sendo lançado na versão cabine dupla, com quatro portas. O modelo com cabine simples entrará em produção no primeiro semestre de 2011.

Os principais mercados da Amarok serão a América do Sul, África do Sul e Austrália. O lançamento no Brasil está previsto para o primeiro semestre de 2010, com a chegada à Europa no segundo semestre.

35 picapes Amarok (na foto, em laboratório, aparecem a picape e um mapa do rali) vão participar do Rally Dakar de 1 a 17 de janeiro, entre Argentina e Chile, prestando serviços de apoio ao longo de 9 mil km da competição. Vinte unidades estarão à disposição dos organizadores e as demais serão utilizadas para transporte de jornalistas.

Com 5,25 m de comprimento e chassi tipo "escada", a nova pick-up revela em sua carroceria os traços inconfundíveis do novo DNA de design da Volkswagen, com ênfase nas linhas horizontais, na interrelação entre as superfícies e na qualidade da construção.

A caçamba da Amarok é a maior da categoria, com área útil de 2,52 m2 (1.555 mm de comprimento e 1.620 mm de largura). A capacidade de carga é de 1,15 tonelada.

Os faróis horizontais integrados com a grade são uma das principais características do novo visual da Volkswagen. Na traseira o logotipo da Volkswagen se destaca ao centro da tampa da caçamba, numa superfície lisa emoldurada pelas lanternas que conferem ao carro uma "assinatura" visual quando visto à noite.

Motores

Para o lançamento da Amarok, a Volkswagen selecionou dois motores turbodiesel. O TDI 2.0 com 120 kW (163 cv) e injeção common-rail conta com dois turbocompressores sequenciais, que oferecem torque de 400 Nm a 1.750 rpm. O segundo motor, que chegará no segundo semestre de 2010, é um TDI também de quatro cilindros com 90 kW (122 cv) que, utilizando turbocompressor de geometria variável, atinge torque de 340 Nm a partir de 2.000 rpm.

Para as duas versões de motores, a Amarok conta com câmbio manual, de 6 velocidades. Dados do fabricante indicam que na versão com tração integral não permanente, mesmo no modo 4x4, o motor TDI de 122 cv percorre 13,1 km por litro de combustível. O TDI de 163 cv faz 12,8 km por litro. O tanque de combustível de 80 litros leva a uma autonomia de mil quilômetros.

Tração

No Brasil a Amarok será oferecida com dois tipos de tração: integral não permanente e tração traseira. A tração 4 x 4 é acionada por meio de um botão e o torque é dividido igualmente para os dois eixos.

Para situações mais difíceis a picape conta com tração reduzida, que possibilita enfrentar subidas com 100% de inclinação (45º) com carga total. A suspensão progressiva de alta capacidade, com três lâminas de molas principais e duas auxiliares, garante proteção em caso de sobrecarga.

Highline

Para o mercado brasileiro será oferecida inicialmente a Amarok Highline, que traz retrovisores externos parcialmente cromados, detalhes cromados no exterior e interior e molduras das caixas das rodas alargadas, pintadas na cor da carroçaria, alojando rodas de alumínio de 18 polegadas.

A versão topo de linha é caracterizada, também, pelo painel de instrumentos com cor de fundo exclusiva, ar-condicionado digital (Climatronic), revestimento dos bancos e detalhes de acabamento em couro e sistema de som mais sofisticado.

Além dos equipamentos de série a Amarok oferece também com estribos laterais, capota marítima, "santantonio", protetor de caçamba, ganchos de reboque, e rodas de liga leve de 19 polegadas.

Segurança

A Amarok conta com cintos de segurança dos bancos dianteiros com pré-tensores e sensores de uso com alerta sonoro e visual no painel de instrumentos. ABS e ASR são de série, assim como o bloqueio eletrônico do diferencial (EDL). Há também com um sistema ABS específico para utilização off-road, acionável por meio de um botão, que reduz significativamente a distância de frenagem em pisos de terra ou cascalho.

Os carros equipados com sistema eletrônico de estabilidade (ESP), em velocidades abaixo de 30 km/h, além do ABS para off-road contam também com o assistente de descida (Hill Descent Assist), equipamento que mantém a velocidade constante nas descidas, aumentando a segurança e o controle em declives acentuados. Pela primeira vez neste segmento, o motorista pode ajustar a velocidade nas descidas, desde que abaixo dos 30 km/h, através do freio ou do acelerador.

Além disso, todos os veículos com ESP dispõem do assistente de subida (Hill Hold Assist), que imobiliza automaticamente o veículo nas subidas até que o condutor acelere o suficiente para impedir o recuo involuntário.


Fonte: Automotive Business


Veja também as últimas notícias

Compartilhe

Assobrav - Associação Brasileira de Distribuidores Volkswagen - Copyright © 2012 - Todos os direitos reservados
Av. José Maria Whitaker n° 603 - Mirandópolis - São Paulo - SP - CEP: 04057.900 - Fone: (11) - 5078.5400