Logo Assobrav

Dirigir de ressaca pode ser tão perigoso quanto alcoolizado, segundo estudo da Ford

Data 31/12/2016

Por:  Redação





A Ford criou em seu laboratório, na Alemanha, um traje que simula os efeitos da ressaca para mostrar como o desempenho do motorista pode ser afetado pelos sintomas provocados pelo consumo excessivo de álcool. O vídeo abaixo mostra que conduzir um veículo após uma noite de bebedeira pode ser tão perigoso quanto dirigir alcoolizado.

De acordo com o estudo da Ford da Alemanha, as pessoas sabem que não devem dirigir após consumir bebidas alcoólicas, mas desconhecem os riscos da ressaca. O alerta é válido especialmente neste período de festas de fim de ano, quando aumentam o consumo de álcool e de veículos nas estradas.

Pesando mais de 17 quilos, a “Roupa da Ressaca” é composta por um colete especial, pesos nos pulsos e nos tornozelos, boné, óculos e fones de ouvido. Juntos, eles simulam os sintomas clássicos pós-bebedeira: fadiga, tontura, latejamento na cabeça e dificuldade de concentração.

O álcool está associado a uma parcela significante de acidentes de trânsito no mundo. A Ford encomendou o traje ao renomado Instituto Meyer-Hentschel, da Alemanha, que também produziu outras roupas para simular os efeitos do álcool e outras drogas nos motoristas.


width="700"

“Há muita pressão social para evitar que as pessoas dirijam depois de beber ao sair à noite. Mas quem dirige na manhã seguinte geralmente está sozinho”, diz Jim Graham, gerente do programa de educação no trânsito da Ford. ” A Roupa de Ressaca mostra o risco de dirigir nessa condição, que pode ser muito debilitante”.

Mesmo quando o motorista não está mais acima do limite legal de ingestão de álcool, seu risco pode ser igual ao de quem bebeu, com sonolência e tempos de reação afetados. A produção da Roupa de Ressaca” envolveu diferentes desafios.

“Fizemos muita pesquisa, incluindo a análise de nossas próprias habilidades depois de beber em um evento social”, diz Gundolf Meyer-Hentschel, presidente do Instituto Meyer-Hentschel. “Na Roupa de Ressaca usamos fones de ouvido que simulam a sensibilidade maior ao som, assim como as experiências acústicas típicas de uma enxaqueca. Há também um boné com pesos e óculos que simulam tontura, sensibilidade à luz e dor de cabeça”.

width="700"

Um dos primeiros a experimentar o traje foi o Dr. Richard Stephens, professor de Psicologia da Universidade Keele, no Reino Unido, e pesquisador do álcool e da ressaca. “As pessoas muitas vezes não percebem como uma ressaca afeta sua capacidade básica de fazer qualquer coisa”, diz o professor. “A Roupa de Ressaca mostra isso de forma clara”.

Vale sempre lembrar que, segundo o Código Brasileiro de Trânsito, o motorista que for flagrado pela fiscalização dirigindo embriagado ou se recusar a fazer o teste do bafômetro, ou qualquer exame que detecte a influência de álcool ou drogas, está sujeito à multa de R$ 2.934,70, suspensão da Carteira Nacional de Habilitação por um ano e o veículo retido.

Fotos: Divulgação


Fonte: UOL Carros / Carsale

Esta notícia foi marcada em Mercado Automotivo


Veja também as últimas notícias

Compartilhe

Assobrav - Associação Brasileira de Distribuidores Volkswagen - Copyright © 2012 - Todos os direitos reservados
Av. José Maria Whitaker n° 603 - Mirandópolis - São Paulo - SP - CEP: 04057.900 - Fone: (11) - 5078.5400